foto perfil valéria de oliveira roque 2021

DIREÇÃO CLÍNICA

Olá, sou Professora, com formação em Gestão de Pessoas, Consultoria Estética, Health Coaching, Terapeuta Ocupacional, Palestrante e Formadora do IEFP desde 2010.

Desenvolvi uma enorme paixão pela área da Medicina Estética e nos últimos 16 anos com parcerias em clínicas de Medicina Estética em Portugal, Brasil e Angola no âmbito da dinamização comercial destas clínicas,até que em 2012 decidi dar vida ao meu sonho e assim nasceu a Clínica Maria Bonita (agora Drenaclinic), fruto da vontade de criar uma clínica de estética para ‘mulheres reais’, com resultados claros e honestos.

Trabalhar na área da Estética permitiu-me compreender que nem sempre o que o cliente busca é uma satisfação física, muitas vezes é necessário levantar as necessidades emocionais daquele cliente e compreender o seu historial, seu percurso clinico e os objetivos que o levaram a estar naquela consulta. Só assim conseguimos fazer com que o cliente fique informado sobre o protocolo proposto, satisfeito, seguro e equilibrado das suas escolhas. E acima de tudo, ESCLARECER ao cliente tudo o que lhe for indicado na consulta de diagnostico / avaliação.

Isto é um DIREITO do cliente. Saber “o porque e para que” está a ser aconselhado e indicado tal tratamento, assim como as expectativas sobre seus efeitos.

É muito IMPORTANTE esta frontalidade na primeira avaliação de anamnese estética.

Diagnostico Estético não é uma Sentença. Não é definitivo. Não é uma caixa fechada.

Há um longo caminho ainda a percorrer na Estética, em principal no que toca a INFORMAÇÃO, que deve ser clara, concisa e direta. Estou sempre focada na difícil tarefa de esclarecer ao meu cliente que a estética não é um conto de fadas e que ‘milagres não existem’ quando se trata de conquistar objetivos. É necessário foco, dedicação, empenho, VONTADE e,claro, acompanhamento adequado desde o princípio dos tratamentos. Tenho aprendido que muitas vezes o que o cliente pretende não é vestir ‘o tamanho 36’ ou ter a cara da “Barbie”, mas sim, estar bem consigo mesmo e compreender como buscar o seu percurso de bem-estar.

Essa é a minha missão: ajudar, através do meu trabalho, a que outras pessoas sorriam com alma e sejam felizes por dentro. Cá fora, ao invés do “bum bum na nuca”, primeiro que resplandeça a luz da nossa alma.